BLOG
RECEBA CONTEÚDOS GERADOS POR ESPECIALISTAS ASSINE AGORA

Como implementar o processo de TDD ao desenvolvimento?

Test Driven Development ou, em português, Desenvolvimento Orientado a Teste, é o ciclo de repetições utilizado pelos desenvolvedores de softwares para aplicar testes automatizados. O objetivo pode ser tanto validar requisitos, quanto implementar novas funcionalidades, identificar bugs, etc.

Nesse processo, os requisitos são transformados em casos de testes específico. A partir dos resultados obtidos é possível aprimorar o software. Apesar da eficiência que o TDD oferece, muitas empresas não utilizam a metodologia para ganhar tempo. Neste artigo, mostraremos como é possível implementar o processo de TDD em seus projetos.

Aprenda a implementar o processo TDD ao seu projeto de software

A aplicação de testes no desenvolvimento de software não é uma prática utilizada por diversas empresas. A justificativa é que os testes demoram para serem realizados e são custosos, o que impacta no processo final do projeto.

A verdade, porém, é que os testes permitem realizar melhorias nos sistemas e garantem qualidade dos softwares. A visão sobre o custo também é relativa, pois um software que foi colocado no mercado com problemas, causará mais prejuízo do que a demora em lançar um produto sem falhas.

Quantos clientes serão perdidos porque tiveram uma experiência negativa com o sistema? Quantas indicações um cliente pode fazer se experimentar um sistema que atendeu suas expectativas de forma completa desde o início?

O objetivo do TDD é garantir uma melhoria contínua para o desenvolvimento do software. Nesse processo, antes de implementar o sistema, o desenvolvedor escreve os testes, que serão usados para ajudar no entendimento do projeto, mostrando o que pode ser melhorado e os bugs que podem ser apresentados.

No TDD, cada componente do sistema é testado individualmente e o projeto todo também é testado em conjunto. Primeiro são realizados testes para identificar como os componentes se comportam individualmente e, em seguida, em conjunto para entender se as funções do sistema como um todo vão entregar o resultado esperado.

O método pode ser utilizado por qualquer empresa de desenvolvimento de software. O caminho mais fácil para começar é por meio das bibliotecas XUnits. Algumas ferramentas serão úteis nesse processo, veja a lista que preparamos.

  • JUnit: framework de teste para Java, pode ser usado para criar testes unitários. Pode ser usado em formato de plug-in em diferentes ambientes de desenvolvimento integrado, como Eclipse, Netbeans etc;
  • TesteNG: também é uma ferramenta usada para os testes unitários, disponível para linguagem Java;
  • PHPUnit:  é um framework XUnit para fazer testes unitários em PHP. Assim como o JUnit, pode ser integrado a diferentes ambientes de desenvolvimento integrado;
  • SimpleTest: é utilizada para fazer testes de PHP, permite testes unitários, objetos MOCKS, entre outros.
  • NUnit: é um framework de teste no modelo XUnit para a plataforma .NET;
  • Jasmine: é um ramework qu permite testes unitários de JavaScript;
  • CUnit: é uma ferramenta que permite fazer testes unitários em Linguagem C;
  • PyUnit: é um framework Xunit que permite fazer testes na linguagem Python.

Depois de escolher a ferramenta mais adequada para a empresa, deve-se começar a fase de desenvolvimento, iniciando pelos testes primeiramente. No site de cada ferramenta é possível encontrar as documentações explicando como utilizá-las.

No início, o processo vai parecer demorado, é natural, pois um novo modelo está sendo implementado. Porém, com a prática o TDD se tornará mais uma prática, sendo cada vez mais ágil.

Precisa de ajuda para implementar processos de negócios em sua empresa? Entre em contato conosco.


Tags: ,
Multron
RECEBA CONTEÚDOS GERADOS POR ESPECIALISTAS