BLOG
RECEBA CONTEÚDOS GERADOS POR ESPECIALISTAS ASSINE AGORA

    A metodologia do Domain-driven Design (DDD) – Desenvolvimento dirigido ao domínio

    O desenvolvimento de um software é feito com base nos objetivos do cliente. Porém, na hora de escrever o código e durante todo o projeto, existe o risco de não atingir a expectativa. Diversos fatores podem ocasionar esse problema, entre eles as falhas de comunicação, a pressa em entregar o projeto, entre outros.

    Nenhum projeto deve ser iniciado até que todas as necessidades do domínio estejam definidas, alinhadas e com suas devidas soluções apresentadas. O Domain-driven Design (DDD) é uma metodologia que visa garantir que as aplicações serão construídas para atender as necessidades do domínio. Saiba mais sobre DDD.

    O que é a metodologia Domain-driven Design (DDD)?

    Domain-driven Design (Desenvolvimento dirigido ao domínio – DDD) é uma metodologia que começou a ser disseminada após ser divulgada no livro “Domain-Driven Design – Atacando as Complexidades no Coração do Software”, de Eric Evans.

    O escritor identificou que o trabalho em equipe, o conjunto de boas práticas de desenvolvimento e a estratégia de negócio são fundamentais para que um projeto seja executado com sucesso.

    A metodologia é voltada para projetos complexos e depende da comunicação entre os envolvidos no projeto. Por isso, deve-se desenvolver uma linguagem ubíqua, que todos são capazes de entender o conhecimento apresentado pelos especialistas. A comunicação não pode depender de traduções e interpretações.

    Além disso, os desenvolvedores precisam desenvolver algumas habilidades para que sejam capazes de receber, filtrar e organizar o maior número de informações. Isso vai ajudar no desenvolvimento das soluções que o cliente precisa.

    O modelo construído deve refletir o domínio, por isso é comum que os especialistas sejam sobrecarregados com uma avalanche de informações.

    O que é domínio?

    O domínio é a área de conhecimento e atuação do cliente. Em uma empresa que vende veículos e precisa de um sistema para automatizar as vendas, seu domínio é a venda de veículos.

    A participação dos elementos que entendem do negócio, em conjunto com quem entende de desenvolvimento, é fundamental para a execução e sucesso do projeto. Cada um contribuirá com o máximo de conhecimento que detém.

    Por que o Domain-driven Design é utilizado?

    Para tornar os projetos e softwares mais eficientes. Nessa metodologia, primeiro é preciso entender de forma completa quais são as necessidades do negócio, suas características e particularidades. A partir dessas informações começa o desenvolvimento do projeto.

    Muitos especialistas acreditam que não há diferenças entre usar ou não a metodologia, pois todo o projeto de desenvolvimento tem o objetivo de atender as necessidades do negócio.

    A diferença é que em projeto tradicionais outros aspectos, como o prazo de entrega e a agilidade no desenvolvimento são mais valorizados. Com isso, não é possível identificar necessidades mais específicas.

    No DDD, parte do projeto é se dedicar e estudar o domínio, de forma que o entendimento completo seja alcançado. Essa etapa é mais importante do que o desenvolvimento do código em si, pois vai eliminar que recursos que não são necessários sejam criados ou a criação de ferramentas com erro.

    O Domain-driven Design pode ser usado em qualquer projeto?

    A metodologia é mais indicada para projetos complexos, com maior risco de apresentar erros e que exigem maior atenção. Entende-se como projeto complexo aqueles com sistemas ou domínios complexos.

    Além disso, a metodologia pode não funcionar nos seguintes casos:

    • O analista de negócios não tem visão técnica para entender os riscos, prazos e impactos da solução;
    • A primeira versão de uma especificação funcional não soluciona adequadamente o problema;
    • O arquiteto desenha a solução de acordo com a especificação, que pode mudar ao longo do projeto;
    • O arquiteto não tem contato próximo com o time de desenvolvimento;
    • O arquiteto e desenvolvedores têm visão limitada sobre o problema;
    • A equipe trabalha  em uma arquitetura imposta que, não necessariamente, soluciona o problema de negócio;
    • Depois que a solução é colocada no mercado, percebe-se que não era o que os usuários queriam ou precisavam.

    As situações acima são causadas, principalmente, pela implementação de uma metodologia que não é familiar para os envolvidos. Por esse motivo que é fundamental contar com um time de profissionais especializados em DDD.

    É possível começar, porém, a orientação e o acompanhamento de especialistas vai garantir que os projetos sejam executados com eficiência. Precisa de ajuda para implementar processos de negócios em sua empresa? Entre em contato conosco.


    Tags:
    Multron
    RECEBA CONTEÚDOS GERADOS POR ESPECIALISTAS