BLOG
RECEBA CONTEÚDOS GERADOS POR ESPECIALISTAS ASSINE AGORA

Como liderar equipes DevOps maduras

Equipes DevOps, a princípio, possibilitam que os times de desenvolvimento e de operações passem a atuar de maneira colaborativa e sincronizada. Como resultado, temos produtos melhores e também mais confiáveis.

Conforme descrevemos acima, fica evidente que o DevOps é importante para as empresas e para o fluxo de trabalho no setor de TI. Mas você sabia que existe um nível de maturidade na jornada DevOps?

Se não sabia, tudo bem. Vamos mostrar como as equipes DevOps maduras podem trazer benefícios mútuos para toda a empresa. Veja ainda como fazer para liderá-las.

Primeiramente, os três pilares de uma organização que possui equipes DevOps madura são:

  1. Colaboração e confiança
  2. Foco em automação
  3. Compromisso com a medição e melhoria contínua

Vamos abordar todos esses aspectos da liderança no próximo tópico.

Equipes DevOps maduras possuem uma cultura de colaboração e confiança

Quando os integrantes de um time trabalham de maneira isolada e sem colaboração, é provável que não haja compartilhamento de informações e isso é um grande problema. Isso porque o crescimento da equipe e também da empresa torna-se inviável, limitando a implantação de melhorias e inovação.

Em empresas que têm uma cultura de DevOps simples, os desenvolvedores são encarregados de operações. Isso pode até parecer positivo, mas não é.

O problema é que as pessoas que possuem experiência em operações estão distantes.

Por outro lado, equipes DeveOps ideais são multidisciplinares e envolvem pessoas que se integram e se comunicam por meio de ferramentas em todas as fases do projeto.

Portanto, proporcionar uma cultura de colaboração e confiança, em síntese, quer dizer que os problemas serão solucionados com mais agilidade. Assim, as equipes DevOps se utilizam de todo o conhecimento do qual dispõem, trazendo melhorias contínuas para o departamento, bem como para empresa como um todo.

Em termos práticos, antes de introduzir essa cultura no time há dois aspectos a serem considerados.

Primeiramente, contrate pessoas nas quais possa confiar e ofereça a elas uma responsabilidade específica. Logo após, compartilhe informações de forma transparente, a fim de gerar segurança no acesso à informação.

Afinal, quando as equipes DevOps não trabalham com base na confiança, podem restringir informações importantes e estratégicas para o ciclo de melhoria.

A automação só tem a beneficiar as equipes DevOps

Agora vamos falar do segundo pilar que é a automação. A automação não tem como finalidade apenas a redução de custo e de tempo, mas também manter o projeto em funcionamento. É importante observar, porém, que a automação requer investimento e não acontece de uma hora para a outra. Também se trata de uma de cultura, que deve ser trabalhada respeitando o tempo de aprendizado da equipe.

Além de ajudar a reduzir custos, a automação ainda está relacionada à inovação, pois, o trabalho deve ser otimizado, substituindo processos antigos por novos.

Outro ponto fundamental a ser abordado é que praticamente tudo o que fizer será repetido. Portanto, tente automatizar essas etapas para que desse modo, seja possível se concentrar em tarefas mais importantes.

Medição e melhoria contínua

Por fim, o último pilar das organizações que têm equipes DevOps dotadas de maturidade diz respeito à medição e melhoria contínua. São os feedbacks que irão possibilitar esse aperfeiçoamento. Contudo, não há como ter feedback de processo algum sem automação. Afinal, processos manuais são diferentes um do outro e, além disso, apresentam uma alta taxa de erros.

Em contrapartida, com a automação é possível saber quanto tempo dura um determinado processo, bem como a probabilidade de sucesso. Resumindo, os sistemas quando automatizados fornecem retornos mais precisos.

E antes de seguir o caminho que leva às mensurações, comece devagar. Você pode medir algo pequeno que nunca mediu. Entretanto, escolha algo que seja pequeno, porém relevante.  Em seguida, passe a medir ações maiores e foque em melhorias mais abrangentes.

Medição e melhoria contínua equipe DevOps

Quais as vantagens de se ter equipes DevOps maduras

Todos os pilares dos quais falamos até aqui, fazem parte de uma jornada necessária para conduzir a sua empresa no decorrer da curva de maturidade. Portanto, seus preceitos, sem dúvida devem ser praticados com as equipes DevOps. Conheça as vantagens que as equipes DevOps maduras trazem para uma organização.

Agilidade

 As organizações ao longo da curva de maturidade podem se adaptar às mudanças de maneira mais ágil. Ao investir em melhorias de processo, automação e cultura uma das vantagens é responder rapidamente às mudanças no mercado;

E por falar em agilidade, sugerimos que leia o artigo Modelo Ágil e DevOps: por onde começar?

Você vai entender sobre o conceito e a relação entre as duas metodologias.

Oportunidade

As equipes DevOps maduras também estão em uma posição melhor para aproveitar novas ferramentas e tecnologias. Isso porque elas já possuem um sistema que responde bem às mudanças. Desse modo, há mais flexibilidade e fica mais fácil e rápido fazer testes.

Cumprimento

É necessário automatizar o trabalho repetitivo, a fim se de concentrar na solução dos problemas.  Desse modo, na medida em que trabalham com os processos implementados, as equipes DevOps também precisam lidar com os problemas que surgem, enfrentando-os enquanto crescem.

Logo, equipes DevOps maduras são bastante rápidas quando se trata de mudanças e por esse motivo o DevOps certamente deve fazer parte da cultura da sua empresa, até porque ele é uma revolução para a área de TI. Tenha acesso a todos os conteúdos do Grupo Mult, assine a nossa newsletter  e fique por dentro de tudo.

Multron
RECEBA CONTEÚDOS GERADOS POR ESPECIALISTAS