BLOG
RECEBA CONTEÚDOS GERADOS POR ESPECIALISTAS ASSINE AGORA

    Profissional de arquitetura de TI: qual tipo você tem em sua empresa?

    Está sem tempo para ler este artigo? Experimente ouvir a narração, basta apertar o play!

    O profissional de arquitetura de TI ajuda na implementação da estratégia da empresa nas equipes em que atua. Afinal, ele tem uma visão ampla e profunda das novas tecnologias do mercado e é capaz de escolher as melhores soluções conforme as necessidades do negócio. Por isso, as empresas estão constantemente em busca deste especialista.

    No entanto, não existe só um tipo de profissional de arquitetura de TI. Enquanto alguns possuem uma atuação mais técnica e estratégica de TI, outros têm um foco direcionado ao negócio.

    Neste artigo vamos abordar os vários tipos de arquiteto de TI assim como os diferentes papéis que ele desempenha dentro de uma empresa. Confira!

    1- Profissional de arquitetura de TI: arquiteto corporativo  

    Inicialmente o arquiteto corporativo é um profissional de arquitetura que exerce uma função mais estratégica na área de TI. Ou seja, ele é capaz de enxergar os problemas como um todo e conhece os objetivos do negócio.

    Nesse sentido, esse tipo de arquiteto pode ser considerado um conselheiro da visão estratégica e de tecnologia dentro de um grupo de arquitetos.

    Assim, o arquiteto corporativo é responsável por garantir que o negócio da empresa e seus objetivos estratégicos tenham sinergia com as soluções técnicas implementadas.

    Portanto, esse papel exige do profissional de arquitetura com a habilidade para identificar as possíveis oportunidades de negócios e inovação. E é por isso que ele deve trabalhar juntamente com os outros arquitetos da empresa para assegurar que o desenho da solução, bem como as tomadas de decisão saiam conforme o planejado.

    2- Profissional de arquitetura de TI: arquiteto de soluções  

    O arquiteto de soluções é um profissional de arquitetura de TI que também desenvolve um trabalho muito focado no negócio da organização e na sua necessidade evolutiva.

    Desse modo, ele deve saber escolher a tecnologia mais apropriada de acordo com uma determinada situação. Nesse caso, não se trata necessariamente de aplicar as tendências de mercado, mas a o recurso tecnológico que melhor se encaixa na necessidade da empresa.

    Resumindo, ele sabe um pouco de tudo e está entre o arquiteto corporativo e o de software É responsável por criar alternativas e resolver problemas, propõe soluções de alto nível e pode se tornar um grande e indispensável profissional de TI, caso saiba aliar a sua capacidade de liderança com os seus conhecimentos técnicos na área.

    3 – Profissional de arquitetura de TI: arquiteto de software 

    A princípio, o arquiteto de software atua junto ao time de desenvolvimento, visando a excelência do negócio. Assim, ele precisa garantir que o desenho e a execução da solução sigam as boas práticas da engenharia de software. Essas diretrizes são qualidade dos sistemas, contexto organizacional, funcionalidade, usabilidade, desempenho e baixo custo de investimento. 

    Esse profissional de arquitetura de TI liga a área técnica e a não-técnica e geralmente está presente em todas as fases do de um projeto de software, pois, sabe qual é a melhor técnica a ser usada para resolver a complexidade de um cenário de negócio.

    Além disso, ele á capaz de encontrar tecnologias, ferramentas ou componentes que ajudem o time de desenvolvimento do projeto e atender as necessidades de negócios da forma mais fácil é rápida possível, seguindo a visão construída com o arquiteto de soluções.

    4 – Profissional de arquitetura de TI: arquiteto de dados 

    Desde já, o arquiteto de dados é responsável por visualizar e também projetar a estrutura de gerenciamento de dados corporativos.

    Em síntese, ele deve garantir que os clientes que acessam a plataforma sistêmica da empresa possam acessar os dados no lugar e no tempo correto.

    Nesse aspecto, o profissional de arquitetura de TI que trabalha com dados não faz apenas a relação de tabelas.

    Afinal, ele também decide como esses dados serão armazenados e organizados para atender aos requisitos da gestão da informação da empresa, seja para suporte operacional, análise de dados ou predição de negócios, auxiliando o processo de tomada de decisão em tempo real.

    Um requisito cada vez mais importante para este profissional é a visão de segurança, devido ao risco de vazamento de dados que todas empresas devem evitar. Tem sido comum ver notícias de vazamento de dados, e de como estes eventos expõe negativamente uma organização, por isso conceitos, como LGPD, também fazem parte do conhecimento deste profissional.

    Leia também: Como definir a melhor arquitetura de integração de dados

    5 – Profissional de arquitetura de TI: arquiteto de infraestrutura 

    Agora vamos falar do profissional de arquitetura de TI que resolve os chamados que são abertos quando há algum problema nos padrões da infraestrutura corporativa.

    Primeiramente, o papel de um arquiteto de infraestrutura é entender as necessidades, da empresa e do negócio. A partir disso, ele deve desenhar uma arquitetura escalável que atenda essas necessidades, garantindo ao mesmo tempo, o fornecimento de recursos como servidores, hardware, rede, sistemas operacionais, armazenamento (storages).

    Enfim, o arquiteto de infraestrutura precisa garantir que os sistemas executados em um ambiente de produção, sejam legados ou não, continuem funcionando e entregando valor para a empresa.

    6 – Profissional de arquitetura de TI: arquiteto de segurança 

    O arquiteto de segurança, por sua vez, é responsável por construir toda uma infraestrutura de segurança de alto nível.

    Durante sua rotina, ele supervisiona todos os dados trafegados na empresa com o objetivo de detectar os pontos de vulnerabilidade e possíveis ameaças.

    Por isso, deve conhecer os padrões de segurança, práticas recomendadas e técnicas que podem ser usadas para combater quaisquer ameaças identificadas.

    Logo, é um profissional de arquitetura de TI que precisa saber como está desenhada e implementada a infraestrutura (feita pelo arquiteto de infraestrutura).

    7 – Profissional de arquitetura de TI: arquiteto de nuvem 

    Por fim, o arquiteto de nuvem é um perfil de profissional de arquitetura de TI muito procurado pelas empresas. Isso porque o armazenamento e processamento de dados em nuvem ganha cada vez mais espaço no ambiente corporativo.

    Esse arquiteto precisa entender sobre as tecnologias de cloud para planejar, implantar e gerenciar infraestrutura de nuvem.

    Além disso, deve conhecer sobre ambientes virtualizados, redes cloud computing e cloud storage. E ainda sobre arquitetura de soluções, arquitetura de integração e arquitetura de dados. –

    Em suma, o arquiteto de nuvem tem o papel de promover as mudanças na cultura da empresa, influenciando na adoção da computação em nuvem com base nos benefícios que ela oferece à organização.

    Concluindo, cada um desses arquitetos de TI possui uma atribuição e uma relevância diferente, porém fundamental para a estrutura de uma empresa.

    No entanto, é comum um tipo de arquiteto acumular as funções e responsabilidades de outro.

    Que tipo de profissional de TI você tem em sua empresa?

    Se você viu que precisa de uma estratégia bem estruturada de arquitetura, mas não tem quem possa executá-la, o Grupo Mult possui soluções completas para você.

    Conheça nossos serviços

    Leia também: A importância da entrega contínua para arquitetura Cloud Native

     

     

    Multron
    RECEBA CONTEÚDOS GERADOS POR ESPECIALISTAS