+55 31 3194 0400

Com o aprimoramento das tecnologias da informação nos últimos anos, a Inteligência Artificial impactou em diferentes âmbitos da vida humana. No ramo corporativo, a busca pelo êxito em meio a um cenário competitivo passa pela adoção de sistemas complexos de programação e integração de dados, ou até maiores inovações, com a personalização de chatbots – ou assistentes virtuais.

O uso dos chatbots, robôs pré-programados para atuarem nos bate-papos da rede, vem estabelecendo novos parâmetros sobre o atendimento ao cliente que, de fato, passa por um novo momento. Mas mais do que isso, a integração dentro de uma Arquitetura de API’s e Microserviços proporciona o monitoramento das experiências desses potenciais clientes em diferentes plataformas.

Toda essa transformação digital que vem acontecendo no mercado e, consequentemente, é disseminada na rede, depende de uma logística vinculada a diferentes processos na construção e no desenvolvimento dos softwares que conectam usuários dentro do ambiente digital.

Um Novo Relacionamento com o Cliente

As conquistas tecnológicas e o aprendizado das máquinas modificaram completamente a relação dos usuários e potenciais clientes com seus objetos de consumo dentro da rede. Atualmente, a experiência de compra ou qualquer outra interação relacionada às empresas, dentro da rede, é monitorada e intermediada por robôs.

O atendimento virtual, sempre prestativo e atencioso, causa um upgrade no relacionamento. A sensação é de um atendimento personalizado, que se adéqua às necessidades do cliente. A capacidade dos chatbots em aprender com as próprias experiências, em termos de linguagem e organização de dados, proporciona uma atualização automática em termos de programação.

Em versões mais sofisticadas, os robôs ainda podem ser pré-programados conforme a empresa desejar. Ao atuar em um segmento mais corporativo, a necessidade de um tom formal no discurso se faz necessária. E, atualmente, a tecnologia da informação coloca tudo isso à disposição por meio do desenvolvimento de softwares inteligentes.

A Engenharia dos Chatbots

O Chatbot é desenvolvido a partir de um software de comunicação automatizado. É verdade que todos os sistemas de robôs começam ainda sem a capacidade de aprendizado, que pode ser programada ao decorrer do processo. As regras resumem as ações dos chatbots em fluxos fixos: o robô só age conforme a resposta dos usuários, tomando este ou aquele caminho.

Assim funcionam os principais robôs atrelados a aplicativos de comida na internet ou SAC 3.0 de empresas de telefonia celular ou TV a cabo. As outras versões, mais avançadas em termos de programação, podem atingir um nível de complexidade que faça recomendações e aprenda com as próprias experiências no ambiente da interação.

A mesma precisão, integração, flexibilidade e escalabilidade conseguida com o SOA (Arquitetura Orientada a Serviços, em tradução livre) é potencializada com uma solução atrelada a um bot.

Quais os benefícios da aplicação dos Chatbots?

  • Diminuição no tempo médio de atendimento – a otimização do serviço com os robôs pode diminuir o índice de desistência do cliente pelo serviço esperado;
  • Automação de tarefas – ao repassar tarefas repetitivas, antes exercidas por pessoas, os robôs conseguem integrar e organizar os dados minimizando a chance de erros;
  • Produtividade e Escalabilidade – a pré-programação dos robôs proporciona um atendimento fulltime – 24 horas por dia e sete dias por semana.
  • Realocação da Equipe de Trabalho – a substituição da força de trabalho manual pela virtual possibilita o reaproveitamento da equipe de trabalho em setores mais estratégicos, atrelados aos resultados.

 

Chatbots, API’s e Microserviços

Na mesma frequência da otimização e automação de processos, Chatbots, API’s e a Arquitetura de Microserviços podem se influenciar mutuamente.

A Arquitetura de Microserviços, que por sua vez abrange a ideia de API (Interface de Programação de Aplicativos, em tradução livre) é ideal para habilitar o suporte de um aplicativo para uma diversidade de plataformas, seja na web, no celular ou até em objetos dotados de Inteligência Artificial.

As diferentes conexões que o aplicativo precisa para funcionar nas diversas plataformas só acontece graças ao serviço das API’s. As interfaces de programação fazem conexão com sistemas diferentes para a aplicação e a codificação dos dados de um determinado aplicativo. Tudo isso sem que o usuário perceba.

Integrar os conceitos de Arquitetura de Microserviços, API’s, SOA e chatbots na busca pela transformação digital da sua empresa é o melhor caminho a seguir. Com quase vinte anos de experiência no ramo, nós do Grupo Mult podemos ajudar você a definir o melhor sistema para a integração de dados do seu negócio. Faça o download do e-Book de forma gratuita!

Fale com um de nossos especialistas

 

Share This