+55 31 3194 0400

O avanço de tecnologias como Inteligência Artificial (IA) e machine learning, nos últimos anos, aprimorou o funcionamento dos chatbots. Estamos falando de softwares que permitem automatizar as interações com pessoas (e até com máquinas) utilizando variados canais de troca de mensagens.

Os chatbots já são aplicados aos mais diversos segmentos, normalmente com foco na experiência do cliente. Diante disso, o uso desse recurso é comum, por exemplo, em serviços de atendimento ao consumidor e pós-venda de empresas. Podem ser utilizados até mesmo para prospecção e vendas, por serem aptos a oferecer ao usuário opções personalizadas.

Por se tratar de uma solução capaz de automatizar processos muitas vezes burocráticos, além de contribuir para a redução de custos, o emprego de chatbots tem se mostrado uma tendência que deve ser ainda mais ampliada nos próximos anos.

Prova disso é que os chatbots já não são empregados apenas em demandas de atendimento ao cliente, mas também em necessidades internas do próprio negócio. A exemplo disso, a tecnologia se apresenta como uma importante aliada na integração de processos em aplicações industriais.

Integração de dados, pessoas e máquinas

As versões mais sofisticadas de chatbots são programadas para aprender com suas próprias interações. Essa é a base do conceito de machine learning. Ou seja, as informações obtidas pelo bot alimentam o próprio sistema, gerando dataset para aprimorar interações futuras.

Isso é possível graças à Inteligência Artificial, que confere aos chatbots formas de funcionamento similares à inteligência humana. A consequência da aplicação dessa tecnologia é a entrega de uma experiência digital aos usuários. Ao mesmo tempo que automatiza e permite escalar processos da empresa.

Em aplicações industriais, dados de outros sistemas também podem ser integrados aos chatbots. Isso otimiza a experiência do usuário, uma vez que elimina a necessidade de fornecer, no momento da interação, informações que possam ser coletadas em outras plataformas.

Como fazer essa integração?

Os chatbots podem ser implementados na maioria dos aplicativos de troca de mensagens. Entre os mais populares estão o Facebook Messenger, o Skype e o Telegram. Mas configurar robôs para interagir em chats de sites e sistemas de empresas também é possível.

Essa integração com outros programas depende, sobretudo, da API (Application Programming Interface) da plataforma. Ou seja, é por meio do código disponibilizado pelas aplicações de base para o desenvolvimento de outros produtos a elas associados que se configura a integração entre o sistema e o chatbot.

Essa integração passa por etapas que vão desde o entendimento das necessidades até o monitoramento de resultados. Antes do desenvolvimento do bot, portanto, é importante que seja feito o mapeamento de integrações, seja através de SOA, microsserviços e/ou API´s. Dessa forma, organiza-se as informações e as ações que serão tomadas pelo robô.

Aplicação de chatbots na Indústria 4.0

Um das possibilidades de adoção dos chatbots em aplicações industriais é como um recurso mais ágil para o treinamento de operadores na utilização de novas máquinas e processos, já que proporcionam o aprendizado individualizado e podem customizar o ensino de tarefas.

Outra alternativa é a aplicação no mapeamento e na classificação de falhas em maquinários e procedimentos. Usando Integração de dados de sistemas, como BPMS, os chatbots podem ser programados para detectar incongruências e até gerenciar prazos. Assim, proporcionam uma análise contínua da produção e agilizam a inspeção e detecção dos erros.

Na prática, o recurso utiliza Inteligência Artificial e machine learning para integração de dados de diferentes programas. Com isso, é capaz de oferecer soluções ágeis e automatizadas para processos burocráticos, contribuindo assim para aumentar a eficiência dos fluxos de trabalho que se ajustam dinamicamente.

Dessa forma, empresas e indústrias obtêm ganhos significativos em agilidade e adaptabilidade, aspectos estratégicos no cenário da transformação digital que pressupões a integração entre sistemas de TI, dados, maquinário e pessoas, de forma efetiva, para melhores entregas de serviços ou produtos.

Sua empresa está preparada para essas integrações? Acesse nosso Guia 1 e saiba como elaborar um assessment de integração de dados.

Share This